segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Terapeuta! Torci o pé. Que devo fazer?

Antes de mais permitam-me esclarecer duas pequenas questões. Objectivamente quando se diz "torci o pé" o que realmente acontece é uma entorse da articulação tibio-társica. Por outro lado a lesão propriamente dita não é a entorse em si, pois uma entorse é o mecanismo da lesão. Podemos ter uma entorse de tibio-társica, uma torção do joelho mas isso são mecanismos. Na sequência destes mecanismos podem resultar roturas ligamentares, meniscais ou até lesões condrais, isto sim lesões.
De qualquer forma vamos assumir o entorse de tibio-társcia como lesão neste post e classificá-la.
Existem três graus: I, II e III

Grau I                                Grau II                                       Grau III
 - Estiramento ligamentar   - Rotura ligamentar parcial             - Rotura total ligaments
 - Possível edema ligeiro     - Edema considerável                     - Grande edema
 - Sem sinais de derrame    - Possível presença sinais derrame   - Derrame evidente
 - Estabilidade mantida       - Instabilidade ligeira/moderada       - Grande instabilidade

O tratamento desta lesão inicia-se logo após a ocorrência da mesma, pois muitas não são tratadas precocemente ou são mal reabilitadas e desenvolvem problemas/queixas crónicos. A instabilidade é também um problema resultante de entorses de tibio-társica mal recuperados e que pode conduzir a nova lesão.
A abordagem inicial (fase aguda) a este tipo de lesão resume-se a 4 letras: 
RICE -  Rest, Ice, Compression, Elevation. 
A primeira é simples e corresponde a Descanso; em relação ao Gelo deve ser colocado a cada duas horas por um período de 20 minutos; A Compressão deverá ser realizada por uma ligadura funcional (a realizar pelo seu Fisioterapeuta) ou caso não seja possível ir a uma consulta de Fisioterapia poderá utilizar um pé elástico à venda nas farmácias (menos eficaz); por fim a Elevação, mantendo o pé elevado e apoiado.
Como referi anteriormente deve consultar o seu Fisioterapeuta de imediato e iniciar tratamentos. A terapêutica RICE será aplicada entre tratamentos, em sua casa. Os tratamentos terão como objectivos a diminuição de edema, repor amplitudes articular, potenciar/acelerar processo cicatrização tecidular, prevenir/eliminar a formação de aderências/fibroses, realização de trabalho proprioceptivo e estimular/fortalecer a musculatura envolvente.
O que não deve realizar na fase aguda da sua lesão:
HARM - Heat, Alcool, Running, Massage


Fisiot. Miguel Estêvão

4 comentários:

Anónimo disse...

oi. eu torci meu pé tem mais ou menos uns dez dias e não procurei atendimento na hora não conseguia nem pisar mais agora consigo apesar de doer um pouco mais ele continua inchado e ele dói mais qnd uso sandália rasteira, estou preocupada, me ajude por favor será que meu pé não vai mais voltar ao normal?

Anónimo disse...

oi.eu torci meu pe a mais ou menos 4 dias e nao procurei atendimento medico,so q nao enchou mas doi oq eu posso fazer para melhorar o meu pe??

Ana disse...

Anonimo procure um ortopedista, pois ja aconteceu isso comigo, quando torci o pé nao conseguia nem coloca-lo no chao, com o tempo ele continuou doendo, entao fui ao ortopedista e entao tinha rompido meu ligamento. Tive que operar :/

Beijos, espero ter ajudado!

Ft. Miguel Estêvão disse...

Quase um ano depois aqui fica a minha resposta...
É sempre importante consultar um Médico ou Fisioterapeuta principalmente se se tratar de um primeiro entorse. Para além de roturas ligamentares muitas vezes está também associado pequenas fraturas. Nestes casos a realização de um Raio-x é fundamental.
Em relação à rotura de ligamentos e à cirurgia (operação) confesso que não é muito comum. Na minha pratica tenho encontrado ambos os casos; roturas totais de ligamentos reabilitados de forma conservadora na sua maioria e alguns com recurso a cirurgia. em qualquer um dos casos os tratamentos de Fisioterapia são indispensáveis.


Cumpriementos